Algumas mães longe dos filhos já aprenderam a falar com eles por videoconferência, por causa do isolamento social da Covid-19. Mas para Aparecida Oliveira, esta sensação é bem diferente. Rafael tem apenas três meses de vida, e está internado desde o dia em que nasceu em uma UTI neonatal a 500 km de distância.

Aparecida, 38, e seu marido André Luiz, 41, moram em Glicério, uma pequena cidade a 443 km da capital paulista. Em novembro do ano passado, o ultrassom do segundo trimestre de gravidez detectou algo que nenhuma mãe gostaria de ouvir: um problema cardíaco no bebê.

Ver: noticia completa

Deja un comentario